top of page

PUBLICAÇÕES

Buscar

Ativismo alimentar de mulheres negras e políticas públicas

Arthur Saldanha dos Santos


A grave situação de insegurança alimentar e nutricional no Brasil é assimétrica e apresenta um padrão de raça, classe e gênero, acometendo principalmente mulheres negras pobres.


A desigualdade racial e salarial entre os gêneros são importantes fatores para a análise da persistência da insegurança alimentar e nutricional no Brasil.


Com isso, é urgente a promoção da equidade de gênero, de raça e de classe no sistema alimentar.


Os ativismos alimentares das mulheres negras podem auxiliar na construção, formulação e avaliação de novas políticas públicas.


Se, no começo dos anos 2000, quando surgiram as atuais políticas de segurança alimentar e nutricional, isso não era tão evidente, hoje em dia é inadmissível que as dimensões raça e gênero não sejam consideradas pelas políticas alimentares.


Acesse aqui o texto completo.


Ativismo alimentar de mulheres negras e políticas públicas
.pdf
Fazer download de PDF • 2.59MB


237 visualizações0 comentário

コメント


bottom of page