top of page

PUBLICAÇÕES

Buscar

A digitalização dos mercados na agricultura familiar

Jeferson Tonin


A pandemia forçou as organizações da agricultura familiar a construírem mercados digitais para ofertar alimentos diretamente aos consumidores, que, cada vez mais, valorizam a comodidade de receber os alimentos em casa.


Os mercados digitais podem contribuir para aproximar os agricultores dos consumidores na medida em que diminuem a necessidade de intermediários.

A digitalização dos mercados é um amplo processo social que vem reconfigurando todo o sistema alimentar, mas que pode ser mobilizado no intuito de estimular práticas de inclusão produtiva, contribuindo com a diminuição das desigualdades de acesso às cadeias de comercialização.


A construção desses mercados digitais deve ser compreendida a partir do modo como eles articulam-se a um conjunto variado de mercados físicos territorialmente articulados.


Quando se trata da agricultura familiar, o papel de associações e cooperativas é central para que estes novos formatos de comercialização contribuam para a diminuição da desigualdade social e econômica.


Acesse aqui o texto completo.

Publicação 5 2023 FINAL
.pdf
Fazer download de PDF • 1.57MB


114 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page